Notícias
Quarta Abril 26, 2017

Venezuela Socialista anuncia nova Revolução: obras de Marx serão recicladas e transformadas em papel higiênico

O governo venezuelano anunciou hoje um programa que provocará uma revolução na produção de papel higiênico no país.

Nicolás Maduro, que sobreviveu a um atentado da CIA no mês passado, afirmou que o projeto "Papel Higiênico para Todos" promoverá o desenvolvimento das forças produtivas materiais como nunca antes visto na história do socialismo: "O reino da abundância ilimitada está próximo. Temos a grande felicidade de pertencer à geração que construirá o comunismo e viverá sob o regime comunista bolivariano. A revolução começará pela indústria do papel higiênico".

Segundo especialistas, o papel higiênico revolucionário será produzido com a reciclagem do lixo da literatura marxista. O governo venezuelano sugeriu a criação de um novo Grupo de Amigos da Venezuela, que ficará responsável pelo recolhimento das obras de Marx, Engels, Lênin, Stálin, Gramsci, Mao, Paulo Freire, etc. em todo o mundo. Posteriormente a matéria prima será encaminhada aos burocratas do Soviet produtor de papel higiênico na Venezuela.

"Se reunirmos 30% das obras marxistas impressas no Brasil, seremos o maior produtor de papel higiênico pelos próximos 200 anos", disse Nicolás Maduro.

Nossa reportagem ouviu um liberal-fascista para comentar a Revolução do Papel Higiênico Socialista na Venezuela. O reacionário simplesmente disse que "sempre soube que as obras de Marx acabariam servindo para algo útil".

 

Share